salvaialmas


Cemitério Ano 2022
  • Voltar






16/06/2022
POUSADA ESPERANÇA
Aqui no Céu todos somos iguais: irmãos, mãe, pai, esposas, esposos, filhos... É difícil explicar, mas todos parecem um só! Mas o laço familiar do mundo existe.



Blumenau, SC, 01 de Outubro de 2021

 

Cemitério Canto do Rio

 

As almas rezaram conosco e sua alegria era incontida.

 

Cemitério Progresso

 

O Arno diz que precisamos visitar mais vezes a Palmira – sua mãe – e que:

- Aqui no Céu todos somos iguais: irmãos, mãe, pai, esposas, esposos, filhos... É difícil explicar, mas todos parecem um só!

Mas o laço familiar do mundo existe: Não nos esquecemos de ninguém e o nosso desejo é que todos venham um dia, ao nosso encontro.!

Norma pediu para cantar Maria Minha Mãe Maria, que o Arno gostava de escutar: Quando cantávamos na capelinha de nossa casa, ele vinha correndo da casa dele para nos escutar e acompanhar.

Ao terminarmos de cantar, ele disse:

- Vocês se lembram de mim porque o meu corpo está aqui, neste túmulo.

Sonia havia recolhido os meus pedaços que estavam pelos barrancos e os pôs aqui e agora tenho a oportunidade de ser lembrado por vocês, que me dão a alegria de ouvir este canto tão bonito. É claro que do meu corpo que estava espalhado pelos barrancos – devido às enchentes e barreiras – nem todos os “pedaços” foram encontrados, o que não é tão importante, pois mesmo que tivesse só um pedacinho eu já estaria inteiro ao lado de vocês. No Céu só se é inteiro, completo, nada falta e além disso com esplendor incrível, só podendo ser experimentado por aqueles que vivem no Céu.

Cláudio fala:

(Muitas pessoas criam dúvidas sobre o fato de as almas falarem comigo, dizendo que “Isso é espiritismo. De fato, as almas do Purgatório e da Mansão Pagã realmente NÃO podem falar diretamente com ninguém e quando se comunicam comigo o fazem através de São Miguel ou de Nossa Senhora. Mas as que estão no Céu, podem sim e querem se comunicar conosco, como faz

Nossa Senhora e os Santos. Afinal, os que estão no Céu, são Santos. Amém?)

 

Cemitério São José

 

No centro de Blumenau, de difícil acesso: caminhar entre os túmulos é oferecer sacrifícios. Iniciado há séculos, desde a fundação de Blumenau sem nenhum planejamento, este cemitério está superlotado e por isso há no alto do morro o edifício do Cemitério Ecumênico. (Vertical)

Na verdade, Norma e Eu, queríamos visitar o Edifício Cemitério Paz e Bem, dos Padres Franciscanos mas não o encontramos. Fomos informados que aquele deu alugar a este: Ecumênico!

Perguntamos se os Padres ainda estavam sepultados ali e então nos indicaram uma ala do prédio com Padres, Religiosos, Religiosas...

São milhares os corpos “engavetados” neste cemitério.

Conseguimos encontrar vários padres espalhados entre as paredes e corredores: Frei Edgar, nos o conhecemos quando Pároco da Matriz São Paulo Apostolo; Padre João... em outo local. Este o conhecemos e uma lembrança não boa que temos é o fato de que não simpatizava com a Missão Salvai Almas, chegando a mandar se retirar de retiros ou reuniões, pessoas que seguiam a Missão Salvai Almas. Foi um dos responsáveis pelo afastamento do Caminho Diaconal, do nosso amigo Carlos Roberto de Oliveira, que hoje Nossa Senhora o chama de Diácono Carlos Mariano, responsável pelo Canal Lírio Branco que prepara pessoas para a Consagração segundo São Luiz Maria Grignon de Montfort. No momento em que rezávamos por este Padre, ouvi o Céu:

- Vês agora, Padre o que é a Missão Salvai Almas? -lhe disse o Pai!

Você está indo agora para o Céu, por causa da Oração deles!

Por coincidência, na Santa Missa do meio dia na Catedral, encontramos o Carlos Mariano fazendo as leituras da Santa Missa!

O Carlos participa das atividades da Catedral, três vezes por semana e trabalha ativamente na Paróquia Nossa Senhora do Perpetuo Socorro, do Bairro Água Verde, onde mora, e colabora sempre na Paróquia Sagrado Coração de Jesus, do Padre Paulo, no Bairro Itoupavazinha.

O Irmão Carlos Mariano e sua Esposa Joana, são os Santos que aprendemos a amar, por sua simplicidade e fé inabaláveis!

Continuamos procurar mais padres pelas gavetas e encontramos apenas alguns mas não encontramos muitos dos que procurávamos: Frei Feliciano OFM, a quem eu havia entregue o artigo Um Conto de Palhas, e que ele fez questão de ler na Santa Missa, não foi encontrado.

Encontramos o tumulo do Padre Miguel Rosseto, (Michele) dinâmico sacerdote que também marcou a nossa historia: Fundou varias comunidades, depois Paróquias, e uma delas, a Paroquia Imaculada Conceição foi construída por ele sobre o terreno da nossa primeira casa, no Bairro Bela Vista, em Gaspar.

Ao procurar os padres, indaguei sobre alguns:

- “Os Padres são e serão sempre necessários na estrutura da Santa Igreja.

Deus os quer todos junto de Si, por isso, rezem sempre por eles e jamais os critiquem! Deus confia esta Missão ao Salvai Almas: rezar pelos padres para que todos alcancem o abraço do Pai, que os aguarda ansiosamente!”

Amém!

“Maria, Mãe do Universo!”

 

Ao sairmos deste Cemitério, pude dizer ao Padre João: Padre, agora que você conhece ao Missão Salvai Almas à luz do Céu, quem sabe também poderia nos ajudar?

Ele só fez uma reverência... E saiu! Está no Céu!

Como não chorar?

 

Cláudio Heckert

 




MISSÃO SALVAI ALMAS
Cláudio Heckert, Confidente de Nossa Senhora, residente em Porto Belo, SC
Rua Maria Ramos Guerreiro 104, Vila Nova - CEP 88.210-000

Site: Missão Salvai Almas
Facebook:http://www.facebook.com/salvaialmasoficial
Youtube:http://www.youtube.com/user/SalvaiAlmasOficial
Apoio: Rádio e TV Auxiliadora


Artigo Visto: 305

ATENÇÃO! Todos os artigos deste site são de livre cópia e divulgação desde que sempre sejam citados a fonte www.salvaialmas.com.br