salvaialmas


Escada do Céu - 2007
  • Voltar






25/09/2007
Comentários ao quinto dia
As orações deste dia foram conduzidas pelos filhinhos de Blumenau (SC)



    Com a presença de pessoas vindas de localidades já apresentadas, hoje também se contou com pessoas vindas de: Gaspar (SC), Campina Grande (PB) e Pelotas (RS).

A Santa Missa às 07,30 em Tijucas (SC) foi bem participada e a Capela ficou lotada, como aconteceu em todos os dias da Escada do Céu!
Após a Santa Missa, rezamos como sempre fazemos, aos pés da Cruz Gloriosa – Cruz de Dozulé – plantada em frente à Capela numa grande praça. A Cruz, de 7,30 metros de altura, recebe muita gente que ali reza, em agradecimento ou fazendo seus pedidos a Deus. Torna-se um espetáculo muito bonito: todos em círculo, ao redor da Cruz, rezando em praça pública, com amor, louvores a Deus e à Santa Cruz.
Tijucas é uma cidade privilegiada e muito católica, e em todas as Capelas da Grande Paróquia, encontra-se o Santíssimo no Centro do Altar, o verdadeiro lugar do trono de Jesus, e isto os padres desta Paróquia fazem questão que assim seja.
Todos os dias se pode participar das Santas Missas.
Na grande praça em frente à Matriz, encontra-se um lindo Capitel, com Nossa Senhora de Fátima, que também recebe muitos devotos e encanta a todos os que por ali passam. Um pouco mais adiante está erguida uma Grande Cruz de ferro, com os instrumentos de tortura usados em Jesus: machado, espada, lança, chicote, etc. Encontra-se também nesta praça, o busto do Pe. Augusto Zucco, em bronze, num lindo pedestal. Pe. Augusto é reverenciado por todos os filhos de Tijucas, por ter trabalhado ali durante 40 anos, e construído muitas obras, além de sua preocupação principal de implantar nos corações de seu povo, o amor a Deus e a verdadeira caminhada para o Céu! Hoje ainda é reverenciado em seu túmulo, no Cemitério Municipal, onde recebe muitas pessoas e muitas graças são derramadas.
Ao redor da grande praça, estão: Igreja Matriz São Sebastião, todos os prédios de apoio aos serviços paroquiais, a residência das Irmãs da Divina Providencia, a residência dos Padres, o Hospital São José, o Lar Maria da Paz, onde participamos diariamente de Santas Missas. Tijucas é realmente uma cidade privilegiada.
Quanto ao Quinto Dia da Escada do Céu: Este foi conduzido por Sálvio e sua esposa Esperança, suas cunhadas Ana, Anselma e Fêde. As orações, os atendimentos e o Cenáculo com cantos e orações e o momento principal: Adoração ao Santíssimo Sacramento, com muito amor e fé.
Sálvio é confidente e dedica seu dia aos outros, evangelizando, visitando doentes nas famílias, fazendo Cenáculos, principalmente em sua cidade, Blumenau, visitando também, diariamente os hospitais, num trabalho digno, e cheio de amor, e sua família participa ativamente de todo o seu trabalho! Não tem deixado nunca de comparecer aos nossos eventos, tanto aqui, quanto em quaisquer outros lugares. Seu exemplo de fé, amor e, sobretudo, humildade, encanta e comove a todos.
Deus seja Louvado. Amém!
Nossa Senhora fez sua aparição com muita alegria e conclamou a todos para ficarem alertas ao acontecimentos futuros, agradecendo e abençoando a todos. Amém.

Cláudio.

 A NECESSIDADE DA EUCARISTIA NA VIDA DOS FILHOS DE DEUS.

             Quando falamos  na Eucaristia pensamos logo numa hóstia consagrada, no sacrário ou exposta para adoração, como aqui.

            Mas de onde vem esta hóstia consagrada? Aí chegamos então à sua origem: A MISSA, que é onde se realiza a consagração da hóstia (e do vinho). Temos então a Eucaristia.

 1-     O que significa a palavra Eucaristia? É uma palavra de origem grega e significa AÇÃO DE GRAÇAS.

2-     A quem se dirige esta ação de graças? A Deus Pai.

3-     Por quem é feita esta  ação de graças?  Pelo próprio Cristo, em união com o Espírito Santo.

4-     Como? Em forma de oferenda; um sacrifício de si mesmo, renovando Jesus, de forma incruenta, sua Paixão, Morte e Ressurreição. Em outras palavras, é a renovação ;do Sacrifício do Calvário, aqui e agora, para nós.

 5-     Num sacrifício é preciso ter: - o Sacerdote: aquele que oferece

        - a vítima: que é a oferenda.

        - e o altar: onde é feita a oferenda.

No sacrifício da Missa, Jesus é ao mesmo tempo, sacerdote, vítima e altar, porque é Ele mesmo que se oferece ao Pai.

 6-     Por que ou para que Jesus se oferece? Em reparação dos pecados da humanidade , dos nossos pecados. Para satisfazer a Justiça divina. É Jesus que , em nosso lugar, adora, repara, agradece e intercede ao Pai por nós. Nós, se estamos participando da Missa, por Cristo, com Cristo e em Cristo, participamos com Ele do perfeito louvor ao Pai, e recebemos de volta, o próprio Cristo(na comunhão), e as graças de santificação.

 O que vale mais, as minhas orações ou a Santa Missa? Por que?

Quando eu rezo, sou apenas eu, como criatura pecadora, sem méritos próprios, que se dirige ao Pai. Na missa(ou Eucaristia), eu não rezo sozinho, mas é Cristo que o faz por mim, ao Pai, pelos seus méritos.  A Missa tem um valor infinito. Eu só tenho a minha própria miséria.

Daí a pergunta: Temos necessidade da Eucaristia?

Nossa Senhora pediu para falar da necessidade da Eucaristi na vida dos filhos de Deus. Se não somos nada sem Deus, se não temos nenhum mérito próprio, então vemos que precisamos de Jesus mais do que do ar que respiramos.

Jesus Cristo, em sua infinita bondade, após ter realizado a sua missão na terra, não contente com isso, quis deixar a seus amigos(à Igreja), a sua PRESENÇA REAL, VIVA,  para caminhar conosco, nos santificar e nos ajudar a, também realizar a nossa missão. Ele á a nossa Vida, e  Alimento,a força para os filhos de Deus. O corpo precisa de alimento para crescer e se manter vivo. O espírito(a alma) se alimenta das coisas do espírito, das coisas de Deus. Tudo o que não se alimenta, morre. Aquele que não se alimenta espiritualmente, vai se enfraquecendo, definha e morre. Jesus eucarístico é o principal alimento divino da alma. Nós, que recebemos uma missão especial, importante, na Igreja de Jesus, precisamos muito mais da Eucaristia, da vivência constante de Jesus em nós.

Ele mesmo disse: “Sem mim, nada podeis fazer” “Eu sou a videira, vós sois o ramos..” Então, nós precisamos dessa seiva divina todos os dias. Com Ele, podemos realizar o trabalho que nos foi confiado. Ainda mais nós, que temos a promessa de estarmos sempre acompanhados dessa nossa Mãe Santíssima, que vai à nossa frente, que nos guia, nos ajuda e nos orienta com tanto carinho e também de todo o céu, conforme nos assegura Nossa Senhora em tantas mensagens.

Cabe a nós, então, orar, confiar e trabalhar na vinha do Senhor, com a força da Eucaristia.

 Uma mística boliviana, CATALINA RIVAS, relata o que viu e sentiu quando lhe foram revelados acontecimentos extraordinários, sobrenaturais, durante a cerimônia da Santa Missa, o que ocorre em cada parte da celebração.. No final, ela cita as palavras de Jesus,que lhe diz: “Quis redimir as minhas criaturas. Os instantes em que lhes abri a porta do céu, Eu o fiz com muito sofrimento.. Lembre-se de que nenhuma mãe jamais alimentou seu filho com a própria carne. Eu, porém, cheguei a esse amor extremo, a fim de transmitir a todos os meus seguidores, a minha vida,os meus merecimentos.

A Santa Missa sou eu mesmo, renovando o meu sacrifício, a minha paixão e morte de cruz. Sem os merecimentos da minha vida e da minha morte, que resta para ser apresentado pelo sacerdote, senão a miséria e o pecado?

Vocês deveriam superar em virtude até os próprios Anjos e Arcanjos, porque eles não têm a felicidade de receber-Me como alimento, mas vocês, ao Me receber na Eucaristia, têm todo um oceano para beber.”

A outra coisa, da qual o Senhor me falou com certa tristeza, foi das pessoas que fazem do seu encontro com Ele, uma rotina. Daquelas que perderam a alegria de cada encontro com o Senhor. O h& acute;bito torna certas pessoas tão tíbias que não encontram nada de novo para dizer a Jesus, depois da comunhão. Muitas almas consagradas perdem o entusiasmo de se enamorarem de Jesus e fazem de sua vocação uma profissão (como outra qualquer). Nada além do seu estrito dever, daquilo que é obrigatório, daquilo que é exigido, porém, sem sentimento nem afeto, rotineiramente...

O Senhor me falou dos frutos que cada comunhão produz em nós. O que acontece é que há pessoas que recebem o Senhor todos os dias, mas não mudam de vida. Têm muitas horas de oração, fazem muitas boas obras, mas sua maneira de ser não se transforma. Uma vida que não se aperfeiçoa, não pode dar frutos verdadeiros para o Senhor. As graças que a Eucaristia transmite, devem dar frutos de conversão a nós e frutos de caridade aos outros.

Nós, leigos, temos um papel muito importante na nossa Igreja. Não podemos enterrar os talentos que o Senhor confiou a todos os que fomos batizados: anunciar a Boa Nova. Tudo o que aprendemos e retemos em nosso coração e em nossa mente, não é só para nós, enquanto nossos irmãos morrem à mingua. Devemos repartir com eles os bens que nos foram dados, de forma bastante generosa.

Não podemos ficar indiferentes, olhando nossa Igreja desmoronar. Não podemos ficar acomodados em nossas paróquias, em nossas casas, absorvendo (gulosamente) tudo o que Senhor nos confere: sua Palavra, as homilias dos sacerdotes, as peregrinações, as misericórdias de Deus no sacramento da Confissão, a união maravilhosa com Jesus na Eucaristia... Em outras palavras, recebemos tanto e não temos coragem de sair do nosso comodismo(do nosso egoísmo) para praticar tantas obras de misericórdia que estão diante de nós,ao nosso alcance..

O tempo que estamos vivendo não permite adiamentos... Temos que ser a mão longa de nossos sacerdotes, para irmos aonde eles não podem chegar. Mas, para isto surtir efeito, devemos receber :Jesus sempre, viver com Ele e alimentarmo-nos Dele.

Temos medo de nos comprometer um pouco mais, quando o Senhor diz: “Busque primeiro o Reino de Deus e o resto lhe será acrescentado...” Sim, buscar o Reino de Deus por todos os meios ao nosso alcance. Abrir as mãos para receber TUDO em acréscimo, porque Jesus é o patrão que melhor paga, o único que está sempre atento às nossas menores necessidades.

A próxima vez que participar da Santa Missa, viva-a. Sei que o Senhor cumprirá a promessa de que “nunca mais sua Missa voltará a ser como era antes!” Sempre que o receber, ame-O com todo o seu coração. Experimente a doçura de sentir-se repousando dentro do seu lado aberto, aberto para você, Ele que lhe deixou sua Igreja e Mãe, com a finalidade de abrir-lhe as portas da casa do Pai. Este testemunho foi dado, para que o Senhor pudesse manifestar a todos, quão grande é seu amor misericordioso.

( Após esta parte, feita pela Ana, Sálvio deixou seu testemunho pessoal.

 

 




MISSÃO SALVAI ALMAS
Cláudio Heckert, Confidente de Nossa Senhora, residente em Porto Belo, SC
Rua Maria Ramos Guerreiro 104, Vila Nova - CEP 88.210-000

Site: Missão Salvai Almas
Facebook:http://www.facebook.com/salvaialmasoficial
Youtube:http://www.youtube.com/user/SalvaiAlmasOficial
Apoio: Rádio e TV Auxiliadora


Artigo Visto: 3570

ATENÇÃO! Todos os artigos deste site são de livre cópia e divulgação desde que sempre sejam citados a fonte www.salvaialmas.com.br