salvaialmas



Cláudio fala
  • Voltar






23/03/2020
QUANTO AO CORONAVIRUS
Pede-se principalmente o Estado de Graça. Sabemos que é difícil encontrar um Padre nestes tempos de crise e então podemos nos ater ao Catecismo, nos números 1483 e 1484, que falam que podemos nos confessar com Deus, falar com Deus e pedir o perdão, r



Quanto ao Corona vírus...

 

Nomes em Giz: Escrever no alto das portas, as iniciais dos nomes dos reis magos: BMG (pode ser qualquer ordem) este giz deve ser abençoado pelo padre e deve ser escrito no dia 06 de janeiro de cada ano, mencionando ao lado das iniciais, o ano atual.

(Ver no livro Amor Divino a receita completa)

Crucifixos: De qualquer tamanho ou material. No inicio de nossa caminhada fizemos com palitos de picolé. Mais tarde ganhamos vários crucifixos do Padre Alfredo Granzotto, nosso Diretor Espiritual daquela época, já abençoados por ele. Podem ser também, pequenos terços. Colocar sobre as portas e janelas externas da casa e deixar sempre ali.

(Ver Amor Divino)

Lencinhos – Cortar de tecido branco pequenos lenços de 20x20 cm e tocá-los em lenço já tocado pela Mãe ou na tela de vídeo de seu computador ou celular, o vídeo com a bênção pode ser visto neste link: https://www.youtube.com/watch?v=OabNX5gwlCI no lencinho apresentado pelo Cláudio.

Em tempos normais o lencinho precisa ser de Algodão, mas neste tempo de crise, pode ser de qualquer tecido. Faça uma bainha para não desfiar.

Óleo São Rafael – Trinta pétalas de rosas, de qualquer cor, para:

1 Frasco de 900 ml de Óleo de Cozinha. Cozinhar as pétalas até dourá-las. Não queimá-las. Adicionar um pouco de Água Benta e coar.

As sobras (restos de rosas do fundo da panela) podem ser usadas como unguento (pomada) para feridas externas.

Quando fazer o óleo deve-se estar em constante oração e ter acesa uma vela.

As Rosas e o Óleo devem ser oferecidos em Oração, de preferencia na Hora da Misericórdia (15,00 horas) durante três dias. Só depois deve ser feito o Óleo São Rafael.

Nossa Senhora pede para aproveitarmos este tempo em que estamos reunidos em família.

Pede-se principalmente o Estado de Graça. Sabemos que é difícil encontrar um Padre nestes tempos de crise e então podemos nos ater ao Catecismo, nos números 1483 e 1484, que falam que podemos nos confessar com Deus, falar com Deus e pedir o perdão, rezando o Ato de Contrição* e prometendo que quando a crise acabar, procuremos o sacerdote.** Portanto, esta facilidade só existe em tempo de crise, como agora quando enfrentamos o Corona Vírus e precisamos permanecer em casa.

Quanto a permanecer em casa podemos ler: Isaias, 26, 21-22:

Vai, povo meu, entra nos teus quartos, fecha atrás de ti as portas. Esconde-te por alguns instantes, até que a cólera passe.

Porque o Senhor vai sair de sua morada para punir os crimes dos habitantes da terra....)

Então, muita coisa está por vir! Amém!

Um grande abraço

Cláudio

Lembre-se, este Lencinho, bem como os outros sacramentais não pode ser vendidos, em hipótese nenhuma e também em caso de epidemias ou pandemias, não dispensa o estrito seguimento das orientação das autoridades de saúde, como Vigilância Epidemiológica, Vigilância Sanitária e outras orientações de autoridades municipais, estaduais e federais, quanto a isolamento, uso de medidas de precaução e prevenção, pois apesar de estar protegido, as pessoas com quem entrar em contato poderão não estar, portanto respeite todas as normas e portarias vigentes nestes casos.

* Ato de Contrição da Igreja Católica  (Grande)

Senhor meu Jesus Cristo, Deus e homem verdadeiro, Criador e Redentor meu: por serdes Vós quem sois, sumamente bom e digno de ser amado sobre todas as coisas, e porque Vos amo e estimo, pesa-me, Senhor, de todo o meu coração, de Vos Ter ofendido; pesa-me também de Ter perdido o céu e merecido o inferno; e proponho firmemente, ajudado com o auxílio de Vossa divina graça, emendar-me e nunca mais Vos tornar a ofender. espero alcançar o perdão de minhas culpas pela Vossa infinita misericórdia. Amém.

Pequeno Ato de Contrição

Meu Deus, eu me arrependo de todo o coração de vos ter ofendido, porque Sois tão bom e amável. Prometo, com a vossa graça, nunca mais pecar.
Meu Jesus, misericórdia!

Ato de Contrição Católico tradicional

Meu Deus, porque sois infinitamente bom, eu Vos amo de todo o meu coração, bendito seja, pesa-me ter-Vos ofendido, e, com o auxílio da vossa divina graça, proponho firmemente emendar-me e nunca mais Vos tornar a ofender.
Peço e espero o perdão das minhas culpas, pela vossa infinita misericórdia.
Amém.

**Estado de Graça

CIC. 1483 e 1484

1483. Em casos de grave necessidade, pode-se recorrer à celebração comunitária da reconciliação, com confissão geral e absolvição geral. Tal necessidade grave pode ocorrer quando há perigo iminente de morte, sem que o sacerdote ou os sacerdotes tenham tempo suficiente para ouvir a confissão de cada penitente. A necessidade grave pode existir também quando, tendo em conta o número dos penitentes, não há confessores bastantes para ouvir devidamente as confissões individuais num tempo razoável, de modo que os penitentes, sem culpa sua, se vejam privados, durante muito tempo, da graça sacramental ou da sagrada Comunhão. Neste caso, para a validade da absolvição, os fiéis devem ter o propósito de confessar individualmente os seus pecados graves em tempo oportuno (91). Pertence ao bispo diocesano julgar se as condições requeridas para a absolvição geral existem (92). Uma grande afluência de fiéis, por ocasião de grandes festas ou de peregrinações, não constitui um desses casos de grave necessidade (93).

1484. «A confissão individual e íntegra e a absolvição constituem o único modo ordinário pelo qual o fiel, consciente de pecado grave, se reconcilia com Deus e com a Igreja: somente a impossibilidade física ou moral o escusa desta forma de confissão» (94). Há razões profundas para que assim seja. Cristo age em cada um dos sacramentos. Ele dirige-Se pessoalmente a cada um dos pecadores: «Meu filho, os teus pecados são-te perdoados» (Mc 2, 5); Ele é o médico que Se inclina sobre cada um dos doentes com necessidade d'Ele (95) « para os curar: alivia-os e reintegra-os na comunhão fraterna. A confissão pessoal é, pois, a forma mais significativa da reconciliação com Deus e com a Igreja.

Claudio:
Confessar com Deus pedindo o perdão e rezar o Ato de Contrição
A contrição tem q ser de coração prometendo q quando a crise acabar procuraremos um
Sacerdote.


MOVIMENTO SALVAI ALMAS
Cláudio Heckert, Confidente de Nossa Senhora, residente em Porto Belo, SC
Rua Maria Ramos Guerreiro 104, Vila Nova - CEP 88.210-000

Site: Missão Salvai Almas
Facebook:http://www.facebook.com/salvaialmasoficial
Youtube:http://www.youtube.com/user/SalvaiAlmasOficial
Apoio: Rádio e TV Auxiliadora


Artigo Visto: 2027

ATENÇÃO! Todos os artigos deste site são de livre cópia e divulgação desde que sempre sejam citados a fonte www.salvaialmas.com.br